Quinta da Boeira

Todos os nossos vinhos têm a certificação de qualidade do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, têm medalha de Ouro de diversos concursos mundiais e as nossas instalações receberam o prémio em dois anos consecutivos, 2015 e 2016, THE BEST WINE TOURISM, atribuído pelas diversas cidades Europeias.

A Região do Douro e o Vinho do Porto

Século XIII - No século XIII, a cidade do Porto era o principal ponto de escoamento dos vinhos produzidos no Douro para os mercados internacionais. É neste século que as histórias do Douro (local de produção) e da cidade do Porto (local de escoamento) se cruzam para sempre!

Século XIV - Durante o reinado de D. Fernando, no século XIV, as principais receitas do Estado provinham dos impostos sobre as exportações e, nesta época, os vinhos tornaram-se uma fonte de riqueza e ganharam relevância económica.

Século XV - Seguem-se as expedições marítimas no reinado de D. Manuel I (1469-1521). Se não todas, muitas das embarcações que partiram à conquista dos mundos levavam nos seus porões vinhos do Douro, tornando-os cúmplices nos êxitos das rotas marítimas. Neste período, o consumo de vinho aumentou consideravelmente, o que levou o rei a ordenar a demolição de vários canais de pesca para facilitar a navegação entre o Douro e o Porto.

1756 - É neste ano que o Marquês de Pombal delimita a Região do Douro com 335 marcos ao longo de 250.000 hectares, tornando-se na mais antiga região vitivinícola demarcada e regulamentada do mundo.

Em 2001 , a UNESCO classifica a Região do Demarcada do Douro como Património Mundial, pela sua riqueza humana, cultural e paisagística.

A cultura em socalcos, o clima, o solo, as tradições e as gentes, enquanto características únicas da Região, tornam os vinhos do Douro/Porto inigualáveis, na sua cor, corpo e paladar, criando qualidade natural.

VINHO DO PORTO

Os vinhos do Porto Quinta da Boeira têm o selo de cavaleiro no gargalo da garrafa, não deixando dúvidas no consumidor da origem na Região Demarcada do Douro, evitando, desta forma, a confusão do consumidor com os vinhos licorosos produzidos em vários países".

Caraterísticas

O Vinho do Porto é um vinho, produzido na Região Demarcada do Douro, sob condições peculiares derivadas de fatores naturais e de fatores humanos. O processo de fabrico, baseado na tradição, inclui a paragem da fermentação do mosto pela adição de aguardente vínica (benefício ou aguardentação), a lotação de vinhos e o envelhecimento em madeira de castanho ou carvalho.

O Vinho do Porto distingue-se dos vinhos comuns pelas suas características particulares: uma enorme diversidade de tipos, em que surpreendem uma riqueza e intensidade de aroma incomparáveis, persistência de sabor, um teor alcoólico geralmente compreendido entre os 19 e os 20% vol., uma vasta gama de doçuras naturais e grande diversidade de cores.

Os Vinhos do Porto são classificados de acordo com o envelhecimento.

Os Vinhos do Porto são divididos em duas categorias: categoria standard e categorias especiais e estas, por sua vez, subdividem-se em várias qualidades, conforme a seguir se indica:

 

CATEGORIA STANDARD COM MAIS OU MENOS 3 ANOS DE IDADE:

RUBY

São vinhos em que se procura suster a evolução da sua cor tinta, mais ou menos intensa e manter o aroma frutado e vigor dos vinhos jovens. Neste tipo de vinhos, de acordo com o tempo de envelhecimento, destacamos as principais categorias:

Ruby (3 a 5 anos)

Ruby Reserva (5 a 7 anos)

Latle Botle Vintage LBV (4 a 6 anos)

Vintage (mínimo 2 anos)

Os vinhos das melhores categorias, principalmente o Vintage, e, em menor grau o LBV, poderão ser guardados, pois envelhecem bem em garrafa.

 

TAWNY

Obtido por lotação de vinhos de grau de maturação variável, conduzida através do envelhecimento em cascos ou tonéis. São vinhos em que a cor apresenta evolução, devendo integrar-se nas subclasses de cor tinto-alourado, alourado ou alourado-claro. Os aromas lembram os frutos secos e a madeira. Neste estilo de vinhos, de acordo com o tempo de envelhecimento, inserem-se as categorias:

Tawny (3 a 5 anos)

Tawny Reserva (5 a 7 anos)

Tawny com Indicação de Idade (10 anos, 20 anos, 30 anos e 40 anos) e Colheita. São vinhos de lotes de vários anos, exceto os Colheita

Tawnies Colheita – de uma só vindima/ ano, são envelhecidos em cascos por um período mínimo de sete anos.

Depois de engarrafados estão prontos para serem consumidos no espaço de 2 anos. Aconselham-se os vinhos das categorias Tawny com Indicação de Idade e Colheita.

 

BRANCO

O Vinho do Porto branco apresenta-se em vários estilos, nomeadamente, associados a períodos de envelhecimento mais ou menos prolongados e diferentes graus de doçura, que resultam do modo como é conduzida a sua elaboração. Aos vinhos tradicionais, juntaram-se os vinhos de aroma floral e complexo com um teor alcoólico mínimo de 16,5% (Vinho do Porto Branco Leve Seco) capazes de responder à procura de vinhos menos ricos em álcool.

Os Vinhos do Porto brancos podem envelhecer em madeira, sendo comercializados como RESERVA e com idade.

 

ROSÉ

Vinho de cor rosada obtido por maceração pouco intensa de uvas tintas e em que não se promovem fenómenos de oxidação durante a sua conservação. São vinhos para serem consumidos novos com boa exuberância aromática com notas de cereja, framboesa e morango. Na boca são suaves e agradáveis. Devem ser apreciados frescos ou com gelo, podendo ainda ser servidos em diversos cocktails.

 

CATEGORIAS ESPECIAIS DE 6 A 40 ANOS, VERY OLD TAWNY, COLHEITA E VINTAGE

Estes estilos encerram em si vinhos de elevada notoriedade, conhecidos como “Categorias Especiais”:

RESERVA RUBY ENTRE 6 E 7 ANOS

RESERVA TAWNY ENTRE 6 E 7 ANOS

Porto Late Bottled Vintage (LBV)

Porto Vintage ENGARRAFADO AO FIM DE 2 ANOS EM TONÉIS E PODE SER CONSERVADO POR LONGOS ANOS

Porto (Vintage) Single Quinta Vintage ENGARRAFADO AO FIM 2 ANOS EM TONÉIS, PODENDO SER CONSERVADO EM GARRAFA POR LONGOS ANOS

Porto Tawny 10 anos ENVELHECIDO EM MADEIRA

Porto Tawny 20 anos

Porto Tawny 30 anos

Porto Tawny 40 anos

Porto Colheita ENVELHECIDO EM MADEIRA COM ANO DE VINDIMA, ENGARRAFADO AO LONGO DOS ANOS A PARTIR DO 6º. ANO DA COLHEITA.